Physical Address

304 North Cardinal St.
Dorchester Center, MA 02124

Previsões climáticas baseadas em IA apoiam crescimento sustentável dos negócios

Ferramentas ajudam empresas no equilíbrio entre crescimento e responsabilidade ambiental

Por Redação

Desde 1972, o Dia Mundial da Educação Ambiental tem sido uma oportunidade para destacar a importância da educação na capacitação de indivíduos e organizações para aprenderem mais sobre o mundo natural, identificarem problemas ambientais e se envolverem ativamente na sua resolução. E como as alterações climáticas obrigam os setores privado e público a avançar no sentido do financiamento de tecnologias ecológicas e neutras em carbono, um ponto significativo é como equilibrar o crescimento empresarial e econômico com a responsabilidade ambiental. A chegada de ferramentas inovadoras que podem apoiar tanto as grandes empresas como as PME no seu percurso de sustentabilidade é sempre motivo de comemoração. Sem contar que se trata de uma dessas ferramentas que poderá serum fator-chave para alcançar o desenvolvimento sustentável através das previsões climáticas baseadas na IA.

“Percebemos um apelo crescente por práticas ecológicas e soluções empresariais sustentáveis ​​em todo o mundo, à medida que cada um de nós se torna mais consciente dos desafios que as alterações climáticas trazem”, comenta o CEO da Meteum, Alex Ganshin. “Já que as duas maiores economias da América Latina, o Brasil e o México têm uma posição única como motores do crescimento econômico e como vozes influentes, isso quando se trata de adotar tecnologias inovadoras que podem acelerar uma transição verde. A combinação de Inteligência Artificial e previsão climática oferece uma solução de baixo custo e alta tecnologia para algumas das maiores e mais afetadas indústrias desses países, como agricultura, logística e transporte marítimo.”

Não há dúvida de que os consumidores brasileiros estão se tornando mais conscientes do ponto de vista ambiental, com um aumento de 40% no consumo online de produtos sustentáveis somente ​​no ano passado. Já 92% dos brasileiros acreditam que é importante para uma empresa ter práticas comerciais sustentáveis, e mais da metade dos entrevistados admitem ser difícil descobrir quais marcas e empresas estão fazendo algo a mais para proteger o meio ambiente. No entanto, muitas das grandesempresas do país adotam práticas ESG, como AmBev, Magalu e Natura.

Os consumidores mexicanos também se destacam pelo interesse crescente em práticas mais sustentáveis ​​nas empresas, tanto a nível de produtos como de práticas comerciais. De acordo com uma pesquisa recente, 67% dos consumidores mexicanos manifestaram um firme compromisso com a proteção ambiental, enquanto seis em cada dez se declararam a favor do consumo responsável. E mais: 44% dos consumidores mexicanos demonstraram preferência por produtos sustentáveis, enquanto 42% escolheram conscientemente marcas que tenham compromisso ambiental. Este interesse crescente significa que os consumidores mexicanos se encontram acima da média latino-americana em relação a preocupações com práticas ambientais e sustentáveis.

“O Brasil e o México têm uma combinação mágica de consumidores e empresas cada vez mais conscientes do meio ambiente que ainda prosperam com a inovação digital. É por isso que é tão importante aumentar a conscientização sobre os benefícios das previsões climáticas e meteorológicas alimentadas pela IA, e como podem ajudar as empresas a reforçar o seu crescimento sustentável”, explica Alex Ganshin.

Ao usar o poder da Inteligência Artificial e do Aprendizado de Máquina, as APIs Meteorológicas, as Plataformas de Insights e a Modelagem Climática da Meteum são capazes de analisar meticulosamente os dados climáticos e prever padrões em rápida mudança, além de eventos extremos atípicos e mudanças climáticas de longo prazo. Isto equipa as empresas, grandes e pequenas, com a visão necessária para otimizar a utilização de recursos essenciais, como água, energia e materiais na cadeia de suprimentos, bem como planejar rotas logísticas e reagir a eventos anteriormente imprevisíveis. As empresas mais inteligentes em termos climáticos são capazes de aumentar a programação eficiente da produção e reduzir o desperdício, resultando numa diminuição significativa da pegada de carbono associada às operações.

“A integração desta tecnologia não significa apenas uma melhoria operacional, mas um compromisso tangível com a sustentabilidade ambiental, conduzindo a uma mudança concreta no sentido de práticas mais responsáveis ​​do meio ambiente”, conclui Alex Ganshin.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *